21 de abr de 2010

Leitura obrigatória...

... Le Petit Prince ...


O Pequeno Príncipe era um garoto solitário e morava em um planeta muito pequeno... em seu solo haviam sementes boas e ruins, as boas poderiam transformar-se em rabanetes ou roseiras, mas as ruins poderiam virar os enormes Baobás (árvores gigantescas que se crescessem no planetinha com suas raízes o rachariam ao meio), por isso o pricepezinho precisava de um carneiro que comesse as pequenas mudas... mas de uma dessas mudas nasceu uma bonita (e orgulhosa) rosa a quem o princepezinho dedicava muito amor e cuidado, sempre cobrindo-a com uma redoma de vidro para protegê-la do vento e do carneiro.
No planetinha haviam também três vulcões (sendo um inativo), que usava para cozinhar e aquecer-se, revolvendo sempre com muito cuidado suas cinzas. Como o pequeno príncipe levava uma vida monótona gostava de viajar a outros planetas e numa dessas viagens caiu na Terra por acidente, seu primeiro contato com a Terra foi difícil pois caiu em meio ao deserto, mas foi exatamente neste deserto que o príncipe teve contato com uma raposa e com ela aprendeu o significado de “criar laços” e cativar as amizades…
"Uma pessoa é apenas uma pessoa quando não se conhece, mas quando somos cativados pela amizade, essa pessoa torna-se única no mundo. "
Com este aprendizado o príncipe cativou um homem, que encontrou no deserto (vítima de uma pane em seu avião), este homem que já estava petrificado com a frieza do mundo, reencontrou naquele garoto toda a inocência e amizade que precisava.
E ao final pede a todos: “Se viajarem um dia na África, através do deserto, e se acontecer passarem por ali, eu lhes suplico que não tenham pressa e que esperem um pouco bem debaixo da estrela!Se então um menino vem ao encontro de vocês, se ele ri, se tem cabelos de ouro, se não responde quando interrogam, não me deixem tão triste: escrevam-me depressa que ele voltou…”
Texto: Paula Turriani ( com trecho do livro de Antoine de Saint-Exupéry)
Fonte: http://ascoisasmaisimplesdavida.blogspot.com/
post.body

Nenhum comentário:

Postar um comentário