29 de jan de 2011




 “Então (…), respirou fundo e pensou que era bom viver. Não era fácil, nem agradável. Mas ainda assim era bom. Tinha quase certeza”.
Caio Fernando Abreu
post.body

Nenhum comentário:

Postar um comentário